domingo, 4 de fevereiro de 2018

Lucky

(realizador: John Carroll Lynch)
Um filme simplemente (o que é o mais complicado de fazer) encantador e belo, que acompanha um homem de 90 anos na sua rotina diária. Nem tudo é dito ou revelado, muito é deduzido, um espelho de quem Lucky é. É isto que nos prende, nos seduz e nos faz sorrir no final.

Foi o último filme de Harry Dean Stanton, que já estava morto no momento da estreia. Que adeus doce do actor!



"Lucky: It's all going to go away. You, you, you, you, me, this cigarette, everything... into blackness, the void. And nobody's in charge, and you're left with... ungatz.
Elaine: And what do you do with that?
Howard: What do you do with that?
Lucky: You smile."

Bom filme!



Duas notas: 
David Lynch aparece como um dos seus melhores amigos, misturando a realidade de uma amizade de décadas com a ficção - este homem anda a perseguir-me. :)
O Lucky tem razão: "The only thing worse than awkward silence: small talk"! Disse-o a uma amiga minha, há alguns meses, e como resposta adomestou-me, referindo que temos que a fazer para conhecer as pessoas. No entanto, que desastre e perda de tempo parece, tantas vezes...

4 comentários:

  1. Gostei da sua referência a small talk.
    Não gosto do Lá terá que ser !, nem em conversas, mas embora não aceite, percebo que também às pessoas lhes deve custar, terem dessas conversas, e tão pouco conversarem.
    Não falei do filme porque não vi nem fui ver. Ando desiludido com filmes, faz anos.
    Tempos duros estes ...
    Um domingo bom para si, Anouk.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)))
      É tão difícil estas conversas e não sou muito boa nelas. Em parte, porque não tenho jeito e em parte porque não quero ter jeito.
      Quanto a filmes, lamento que esteja desiludido. Mas olhe que há muito bom cinema a ser feito por aí. O que é preciso é procurar. E fugir, 99% das vezes, como o diabo da cruz, de qualquer um que tenha super-heróis, tiros, explosões ou que sejam sequelas. ;)

      Eliminar
  2. Grande, grande, grande filme. Ainda melhor argumento. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O poder da simplicidade... E a despedida de um grande actor ;)

      Eliminar